domingo, 4 de fevereiro de 2018

homenagem a Darwin
















tenho perfeita noção que o tema é polémico, até entre "anti-semitas", mas de qualquer forma aqui vai a minha homenagem...

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Trump: "unir o país com um grande evento"















“I would love to be able to bring back our country into a great form of unity,” Trump said. “Without a major event where people pull together, that’s hard to do. But I would like to do it without that major event because usually that major event is not a good thing.”

FONTE1
FONTE2

onde já vimos isto?



































"coincidências"...































quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

currículo invejável














Dívida de 600 milhões ao "novo banco" (leia-se contribuintes portugueses). Fraude e evasão fiscal. Branqueamento de capitais. Tráfico de influências. Corrupção. Burla ao bpn (novamente, leia-se contribuintes portugueses) há uns anos. Tráfico de droga no próprio estádio da Luz desde, no mínimo, 2009/10. Falência de dezenas de empresas antes do ano 2000, como a Cimovenda, Fipar, Obriverca ou Ediverca. Falência do próprio Alverca. Condenação em Julho de 1993 por roubo de camião. Tráfico de droga nos pneus do carro, sendo que no final do século passado a polícia era visita frequente de sua casa chegando a encontrar sacos de droga (e perguntam vocês, porque não foi preso, hum hum? as amizades na PJ ajudam a explicar...). Compra de Mantorras a si próprio ou ao filho, o que dá no mesmo. Amizades obscuras de longa data com escroques como Zé Veiga. Compadrio político. Saneamento de jornalistas. Controlo de jornalistas, comentadores ou paineleiros. Cartilhas. Negócios obscuros de compra e venda de jogadores, por exemplo a troco de negócios para as suas empresas de construção civil. Comissões por baixo da mesa. Controlo de arbitragens e equipas adversárias. Invasão de estúdios. Endividamento do próprio clube à banca. "Ascensão" social até aos 50 mais ricos de Portugal. etc, etc e podia continuar. palavras para quê? é um artista "português".
judeu ou não-judeu? pouco importa. quer o seja ou não, representa na perfeição o actual sistema ou o zog. nenhum dirigente é santo, muito menos nos 3 "grandes", mas este arrisca-se a entrar para o guiness da vigarice e do crime. tudo isto e muito mais, sem que a maioria dos tais pseudo-"6 milhões" sequer se apercebam de quem realmente é esta personagem.

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

a farsa Aristides de Sousa Mendes

Escrito por Miguel Bruno Duarte

Veio finalmente a lume, numa edição de autor, o livro intitulado O cônsul Aristides de Sousa Mendes: a Verdade e a Mentira, assinado pelo embaixador Carlos Fernandes. Trata-se, na sua essência, de uma desmitificação da figura de Sousa Mendes enquanto herói salvador de milhares de refugiados no eclodir da Segunda Guerra Mundial, entre os quais um grande número de judeus, bem como da reposição da verdade histórica falseada no plano de uma campanha interna e internacional que não poupa a pessoa impoluta e aristocrática de Oliveira Salazar...

...Posto isto, a principal questão continuava por explicar, isto é: como teria sido humanamente possível que o «Schindler português» tivesse dado, em 1940, os 30 000 vistos (11) – que ademais nunca referiu (12) – a refugiados em apenas três dias – 17, 18 e 19 de Junho em Bordéus e no dia 21 em Baiona –, dos quais 10 000 a judeus? (13) A questão é, pois, clarificada por Carlos Fernandes:
«(…) a invenção dos 30 000 vistos, em cerca de três dias, dos quais 1/3 a judeus, é completamente mirabolante, obviamente não provada, porque é coisa impossível de se efectivar materialmente, pura e simplesmente por falta de tempo para dar tanto visto com tão pouco pessoal. Façam as contas e concluam. De facto, mesmo contando três dias, só teríamos 72 horas; descontando nem que fossem só 10 horas por dia para dormir, comer, toilette, etc., o que ninguém acredita que fosse assim, ficariam livres 42 horas; admitindo que pudessem dar 15 vistos por hora, que não davam, teríamos 630 vistos. Daqui para 30 000 vai o infinito. Mas ninguém se questiona perante esta atoarda! Há realmente gente de muita boa fé!»"

FONTE: Legião Vertical